segunda-feira, 15 de março de 2010

Quase





Ela precisava partir não dava tempo de colecionar mais um romance à lista dos que poderiam ter dado certo e não deram, dessa vez havia um passado que se fazia sempre presente, um futuro incerto demais, um medo do fracasso, um sorriso doce, uma oportunidade, uma voz que a fazia recuar, um carinho bom, uma vontade de descobrir, de ser descoberta, havia frases soltas, havia um quase.

O quase a fazia fraquejar, desatava suas mãos, a vontade de ter tudo logo, de ser feliz, de amar, de possuir a deixava desorientada. Quantos erros são cometidos no desespero  de se acertar.

O que fazer agora se tudo estava embaralhado, se a chance de se libertar de coisas antes insubstituíveis estava próxima e longe, não havia amor, não havia nem paixão, mas havia uma vontade louca de que tudo fosse diferente.

8 comentários:

Deni Maciel disse...

parece q foi feito pra mim hahaa
amei *-*

*-*
darei uma sumidinha.
mas em breve retorno.
espero que na posição de o homem mais feliz do mundo...
um abraço e deixo o PUMsamento do dia:
"se varizes também são hemorróidas...
estrias são gonorréias ?...
by Cúgumelo do Sol"

Tania Girl disse...

Que texto perfeito!!!
Acho que essa vontade deve sempre existir neh?
Lindo post...muito sábio.
bjinhos

Hosana Lemos disse...

'O quase a fazia fraquejar'

o quase é que mata...
o quase amor, a quase história.
é como o gosto do segundo lugar, a tristeza de morrer na praia.

perfeito.
estou a seguir.

Athila Goyaz disse...

Oi linda, adorei o texto...e partir sempre é bom, sempre é bom mudar e redescobrir novos caminhos.

bjus

Rafael Castellar das Neves disse...

Thaisa!! O que foi isso, hein? Se encaixa perfeitamente e até alivia saber que não estamos sozinhos...rsrs

Esse quase e essa pergunta "quantos erros mais?" sacodem tudo mesmo...chega a causar a dúvida "será que isso existe mesmo?"!

Muito bom!!

Bjo

Lua disse...

Gostei muito do texto, e essa vonatde de mudar em alguma hora chega , forças!

Belle disse...

Mudar é o melhor caminho p/ termos certeza do que queremos!!!
bjossssssssssss

Jéssica V. Amâncio disse...

e sempre há essa vontade, de fazer ser diferente... apesar de nem sempre ser boa, sempre nos move (para frente, espero)