quarta-feira, 19 de outubro de 2011

"Depois de anos acariciando as dores que me deixaram partida, finalmente as deixei partir. E fiquei inteira."







Amor que é amor não mede esforços, não exita, não necessita de horas refletindo entre ganho e perda, amor que é amor está sempre em primeira opção. Considero que amar alguém é se sentir pronto a abdicar de muitas coisas, amor que é amor não deixa dúvidas. 

Acredito que mesmo de pés cansados e corações confusos, a gente sabe quando é amor e quando não é. O difícil é saber a hora em que o amor se torna apenas uma lembrança viva de um sentimento bom, mas que deixou de existir.

O tempo realmente se encarrega de colocar pontos finais, somos nós que temos uma mania de não aceitar que algumas coisas se foram, mesmo que outras ainda melhores estejam por vir. A gente se prende na segurança de um passado, mesmo que ele ainda abra a ferida que a vida insiste em apagar. 

Por mais que se doa, por mais triste que seja ficar sozinho, ainda considero essa estrada mais fácil de habitar do que aquelas que nos fazem sentir metade do ser humano que somos.

Mudei tanta coisa na minha vida pra ficar mais perto do que fazia meu coração bobo sentir-se vivo, e agora há tantas outras coisas que me fazem sorrir sem culpa, que não necessito de nada que não me possa proporcionar a calmaria sagrada de quem tem esperança.   

15 comentários:

Luzia Trindade disse...

Amor que é amor não existe dor. Se for pra fazer a gente sofrer, a melhor opção é dar um ponto final e recomeçar.

Ótimo texto!

Myle Menezes disse...

aaah ki linda ,
amei seu blog , e o textinho então ?
neem se fala ... to te seguindo ;)

ϟ Cynthia Brito disse...

É, até o amor trás mudanças pra nossa vida!
Bom, na verdade tudo muda!
E a gente não precisa saber a hora...

o tempo muda tudo!

Ah, e com certeza, "amor que é amor não se mede esforços"!

Lindo fim de semana!
Beijos, querida.

Priscila Rôde disse...

O amor aprende a ser próprio. E perdoa.


Um beijo.

Gabriela Castro disse...

O amor é inexplicável e imensurável e, talvez por isso seja, muitas vezes, confundido com outros sentimentos. A sabedoria do ser humano está em saber discernir o real do irreal. Beijos

Guilherme Navarro disse...

E sempre vou rachando a cada vez que tento ficar inteiro. Seu blog é uma art ímpar!

O Profeta disse...

Senti nos pés o pulsar da ilha
Um farol avisa o longe do perto
A lava encoberta na costa dormente
Sete rumos e apenas um certo

Neste Mar senti a vontade de prantear
A nudez da noite no encontro do silêncio total
Encobriu meu pranto das estrelas
Uma zombeteira Lua marcou no dia o encontro final

Mágico beijo

Guilherme disse...

Existem 3 coisas que sufocam a nossa Alma. A vergonha, a culpa e o medo. E são as três visitas que nunca aparecem lá em casa quando o Amor se faz de hóspede.

Denise Portes disse...

Como diz a música: "Eu quero um amor maior." Mas devagar vamos aprendendo a amar mais a nós mesmos.
Um beijo
Denise

Paulinha Leite disse...

Suspiros! Que texto lindo!
O amor é sempre a nossa chama maior!
Um final de semana repleto de sweetlezas pra vc ♥

Guilherme disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Guilherme disse...

O Amor é a eterna paciência que, sem esperar, a tudo abraça.

Braulio Pereira disse...

Adorei


Amo literatura

voce é um doce


beijo!!

Insights disse...

Ah... o Amor! Lindo demais! Estou te seguindo!!!!

Gabriela Castro disse...

Você descreveu meu momento nesse texto. Obrigada por isso. Beijos